MY OPINION ABOUT: VESTIR UM CORPO E NÃO UM TAMANHO


Notice: Undefined variable: pg_title in /home/thefashi/public_html/wp-content/themes/fashion_school_2.1/single.php on line 3

Artigos sobre moda

MY OPINION ABOUT: VESTIR UM CORPO E NÃO UM TAMANHO

MY OPINION ABOUT: VESTIR UM CORPO E NÃO UM TAMANHO

V1

A habilidade de vestir um corpo e não um tamanho passa pela capacidade de saber vestir um corpo, independentemente das alterações que ele venha a sofrer ao longo da vida. No caso de uma mulher, as alterações podem ocorrer numa escala temporal muito diminuta, a saber: adolescência, primeiro filho, segundo filho e menopausa. A estas mudanças acrescem, ainda, naturais oscilações de peso e, por vezes, doença. Nos homens verificam-se alterações de peso.

A maioria dos consumidores vive obcecado com a numeração e em enquadrar-se em “etiquetas” impostas pelas grandes marcas. Elas “impõem-nos” rótulos e espartilham-nos em 4 ou 5 tamanhos onde todos os corpos se vêm forçados a caber. Para além disso, cada uma delas tem uma vestibilidade diferente. Quantas vezes é um M numa loja e numa outra um L. Ou na mesma loja, leva umas calças M e outras L.

Já se perguntou como todos os diferentes tipos de corpos que conhece se poderão vestir nos tamanhos existentes “XS, S, M, L e XL”? Note que uma mulher com o mesmo tronco que uma outra pode verificar que o mesmo casaco tem uma vestibilidade diferente, bastam as copas dos soutiens serem diferentes. Um casaco a uma vai assentar bem, a outra não. Mas, mesmo assim, queremos encontrar sempre uma peça que nos sirva, sem ponderarmos que são peças standartizadas e que precisam de arranjo, para que se possam adaptar às particularidades do nosso corpo.

Desanimamos quando temos os braços grandes por termos jogado tantos anos ténis e repetimos, vezes sem conta, que o nosso corpo é estranho porque nunca consegue encontrar um casaco que lhe sirva.

A sabedoria está em reconhecer qual o nosso tipo de corpo, quais as suas potencialidades e fragilidades para assim sabermos usar da inteligência vestimentar de forma a:

– Vesti-lo com peças com o corte certo, a vestibilidade e o fit adequados para o nosso corpo. Escolher o decote certo (barco ou decote em “V”?), a saia certa (tubular ou pencil?), o tipo de calça certa (pantalonas ou skinny?) são decisões que requerem um autoconhecimento muito grande e um conhecimento das regras de consultoria para o seu tipo de corpo. Da combinação destes dois saberes resulta um corpo vestido de forma harmoniosa e proporcional.

– “Adorná-lo” com ilusões óticas, trazidas pelo corte das peças, o cumprimento, as cores e suas combinações, os padrões, os brilhos, a matificação, etc., capazes de o tornar mais harmonioso, proporcional, adelgaçado e vertical (este assunto vai ser aprofundado, mais à frente, nos tipos de corpos.). Não vai acreditar quando atestar como o mesmo look com 2 casacos iguais, mas de comprimento diferente, vão dar altura e adelgaçar a mesma mulher.

– Saber exatamente o que comprar para captar a atenção dos outros para a zona do nosso corpo com a qual nos sentimos confortáveis. Ver exemplo que se segue para aprender a “jogar” com o olhar dos outros.

 

Repare como pode fazer uso da inteligência vestimentar com um exercício extremamente simples e combater as partes do seu corpo com as quais não sente tão à vontade.

 

V2

Sente-se desconfortável com o seu volume abdominal, no entanto, usa um cinto com apontamentos metálicos que conduzem os olhos dos seus pares para essa área, são peças eye catching. Pelas suas características, como cores fortes, brilho, padrão, captam imediatamente a atenção para elas. Assim sendo, pense de forma estratégica para conseguir colocar estas peças em áreas do seu corpo que se sente confortável.

No caso dos homens, uma gravata colorida (com o blazer fechado) capta a tenção para o colo, descentralizando de qualquer outra área.

No caso das mulheres, os truques podem ser mais diversificados: cabelo bem cuidado e moderadamente bem penteado, maquilhagem (olhos muito expressivos através de pestanas com rímel, uma vez que em contexto profissional formal não há lugar a exageros); brincos ou colares mais luminosos. Uma carteira criativa ou uns sapatos mais arrojados (de tacão médio) centram em si todas as atenções.

 

Liberte-se das amarras da numerologia e ame o seu corpo como ele é fazendo uso de algumas ilusões óticas que a vão ajudar a fazer as pazes com ele.

 

 

 TERMINACAO_POSTfev