TRANSFORMA O TEU COMPANHEIRO NO TEU PERSONAL STYLIST


Notice: Undefined variable: pg_title in /home/thefashi/public_html/wp-content/themes/fashion_school_2.1/single.php on line 3

Artigos sobre moda

TRANSFORMA O TEU COMPANHEIRO NO TEU PERSONAL STYLIST

TRANSFORMA O TEU COMPANHEIRO NO TEU PERSONAL STYLIST

companheiro1

A sintonia, ao nível do estilo, com o nosso companheiro, é uma tema que desune muitos casais. No dia-a-dia, estas diferenças diluem-se entre outras sintonias, mas emerge quando eles se aventuram em, por exemplo, oferecerem-nos uma peça ou acessório em alguma festividade. As maiores queixas que ouço acontecem quando estas prendas são de marca e as nossas mentes divagam nos múltiplos usos que daríamos àquele dinheiro. Usamos uma vez para validar o uso. O restante tempo questiononamo-nos porque não teve gosto suficiente para nos brindar com algo que gostamos, uma vez que convivem connosco diariamente.

Antecipo já uma resposta às mais curiosas, porque não os formatamos para o que gostamos. Como resultado, não sabem. Atentem, que não é uma competência que eles tenham (na sua maioria) grande prazer em desenvolver.

 

 

 

companheiro2

Este pode ser um passo muito interessante e divertido na vida do casal. Analisarem e perceberem, mutuamente, qual o nosso tipo de corpo, que proporcões/desproporções e que harmonias/desarmonias tem para, em diante, saberem escolher melhor as peças. Podemos, inclusive, fazer o mesmo com o corpo deles. Advertência: a tarefa deve demorar pouco e ser extremamente divertida. Dica: Ficar em roupa interior e ele com uma fita métrica medir os nossos ombros (colocar a fita métrica em torno deles, na parte mais externa do braço), a nossa cintura (a toda a sua volta na àrea mais estreita) e a  nossa anca (a toda a sua volta na parte onde as coxas mais têm volume). Se fizerem batota as medidas vão dar um tipo de corpo diferente.

As mais feministas poderão pensar que é um departamento que só nos compete a nós e não se prontificam a deixar o outro decidir o que devo ou não vestir. Relembro, que é um exercício de partilha e de treino de competências.

 

 

 

 

companheiro3

Esta pergunta, ou a que nos permite perceber qual é as mulheres que mais admiram, ao nível de estilo, vai-nos permitir decifrar que estilo ou estilos apreciam numa mulher. Somos bem capazes de nos surpreender (pela positiva ou negativa). Mas é a partir desta aquisição de conhecimento, que vamos definir estratégias para atuar. As que se seguem podem ajudar neste percurso.

 

 

 

 

companheiro4

A ideia não é bem deixá-lo escolher sem critério, mas, antes, ir polindo arestas. Numa loja favorita, ir perguntando se viesses sozinho que peças achas que eu ía adorar. A partir daí, é ir explicando se estão certos ou errados e porque razões/motivos. Acabam por ser, no fundo, dicas futuras para se orientar sozinho em futuras investidas.

 

 

 

 

companheiro5

É saudável e coloca-os a par de tendências. Atenção que são situações pontuais. Um súbito interesse nosso em querer insistir neste assunto muitas vezes e em vários momentos, não vai resultar. São situações quase imperceptíveis aos olhos deles. 

 

 

 

 

companheiro6

Não quero com isto dizer, literalmente, folhearem página por página juntos (até porque os ritmos de leitura são diferentes e quem lê mais rápido depressa se aborrece). Fazer comentários esporádicos de algo que apreciamos e o contrário. estas manifestação vão orientá-lo (sobretudo se for bom ouvinte).

 

 

 

companheiro7

Pode parecer estranho, mas é uma prática divertida. Em frente a um espelho, vão colcando peças de diferentes cores no pescoço para verem que efeito tem no rosto de cada um. Se envelhecer, empalidecer, dar um ar cansado, avivar olheiras ou vermelhidão e outras imperfeições devemos excluí-las da nossa paleta de cores. Se, pelo contrário, nos der brilho ao rosto, rejuvenescer e marcar pontos fortes do nosso rosto (lábios, olhos) é ideal para nós.

 

 

assinatura2-e1427156974237